Use chatbots para fazer pesquisas de mercado

Chatbot Maker
22/6/2021
Os chatbots do Messenger estão se tornando abundantes nas mídias sociais. A previsão é que em 2018 teremos mais de um milhão de robôs no Facebook Messenger. A maioria é básica, carregada com emojis, campos de vendas e GIFs de gatos com vista para pastagens mais verdes. No entanto, alguns estão aproveitando o verdadeiro poder das interfaces conversacionais e não somente vendo-os como uma novidade.


Podemos usar os chatbots como uma ferramenta de pesquisa conversacional para reunir informações sobre o mercado. Projetos de pesquisa qualitativa, como teste de conceito, percepção da marca e decisões de compra, certamente podem ser conduzidos através de campanhas do Messenger.


É fácil olhar para a taxa de CTR e fazer suposições básicas, mas não é por isso que estamos aqui. Vamos aprofundar um pouco mais do que executar um teste de divisão para determinar qual a porcentagem dos nossos clientes não gostam de abacaxis nas pizza e qual gosta.


Por que devemos usar chatbots para pesquisas de mercado


A pesquisa de mercado é a espinha dorsal do planejamento estratégico na maioria das empresas de médio e grande porte. É como seus adversários sabem os movimentos que você vai fazer antes de você fazer, e é como eles absorvem a participação no mercado enquanto eles empurra você para o esquecimento.


Os chatbots do Messenger estão permitindo que pequenas empresas entrem no jogo agora. Dado que você construiu uma audiência engajada, obter o feedback necessário para um estudo não é problema. O desafio reside na estrutura da pesquisa e como manter seus dados livres de influência para que possam ser validados como relevantes.


Além disso, com acesso direto à seu público, você é capaz de implementar rapidamente campanhas de pesquisa e obter as respostas que precisa agora, em vez de ter que fazer tudo com pelo menos 6 meses de antecedência.


Dicas para configurar uma Campanha de Pesquisa com chatbot bem sucedida


Aqui estão algumas dicas a ter em mente ao criar seu chatbot.
  1. Obtenha um pré-feedback
Uma vez que seu estudo foi projetado e elaborado, saia e faça as perguntas aos seus clientes. Isso ajudará a entender quais perguntas estão claras e quais deixaram o cliente em dúvida, antes de construir o chatbot. Isso irá poupar-lhe tempo e dor de cabeça mais tarde.
  1. Incentive a participação
Uma vez que definimos nossos objetivos e estruturamos nosso experimento, precisamos encorajar os usuários a nos ajudar. Ofereça algo a quem ajudá-lo com a pesquisa. Por exemplo, uma loja de comércio eletrônico pode oferecer um cupom, uma marca pode oferecer uma amostra de produto grátis ou um cartão presente, e um restaurante pode oferecer descontos em pratos a quem responder a pesquisa. O céu é o limite, no entanto, tente oferecer algo de valor ao seu público.
  1. Segmentação com marcação
Ao projetar sua pesquisa em qualquer plataforma que você use, assegure-se de que cada etapa tenha um identificador exclusivo. Isso será útil quando você começar a analisar seus dados.
  1. Mantenha o fluxo
O envolvimento será difícil para alguns. Tente manter suas conversas breves, interessantes e, principalmente, manter o fluxo. Afinal, sua equipe não está entrevistando pessoalmente – os clientes podem parar de responder a qualquer momento. Métricas como o engajamento podem ser facilmente rastreadas usando uma ferramenta como o Botanalytics ou a nova plataforma do Google, o Chatbase.
  1. Chatbot como Instrumento de Pesquisa (+ Você)
A automação é legal, mas fique atento às suas respostas. Enquanto estamos automatizando isso, mantenha um pesquisador de prontidão para ajustar o fluxo, se necessário, ou para entrar e fazer perguntas mais profundas.


O que não fazer


Como mencionado na introdução deste artigo, os chatbots do Messenger estão cheios de coisas como emojis, gifs, videos e etc., as possibilidades são infinitas. Cuidado com eles, pois podem arruinar seus dados. Algumas dicas úteis:
  1. Pule os emojis.Os emojis são ótimos para tentar passar sentimentos, mas usados em uma pesquisa eles podem influenciar as respostas e queremos respostas fieis aos gostos e interesses dos clinetes.
  2. Só use conteúdo visual após a conclusão da pesquisa, como a mensagem de agradecimento. As imagens no meio da pesquisa podem distrair e também influenciar uma resposta que os participantes poderiam não ter dado sem a imagem.
  3. Mantenha a consistência, seja claro e sem frescura, procure manter uma linguagem simples, clara e direta, de preferência com os mesmos aspectos do perfil do seu cliente.
Saia na frente


Com a chegada dos chatbots no Messenger o jogo virou para as pequenas empresas, agora é possível coletar dados e usufruir de uma tecnologia inovadora mesmo sem grandes investimentos. Os chatbots democratizaram o acesso a dados de mercado e é imprescindível para o sucesso de qualquer negócio usufruir de todo esse potencial.